terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Quem és tu miuda OS AZEITONAS

Quando passas a minha rua
Como um anjo que flutua
Os teus pés, nunca pisam o chão

E a cada passo teu
Sem saber, eu troco o meu
Como se pisasses o meu coração

E até as flores do jardim
Mudam de cor, ao ver-te assim

Eu ja nao posso mais conter
Esta ansiedade de te ver

Quem és tu ...Quem és tu ... miuuuda
Nesse sobresalto, desse salto alto
Quem es tu ... miuuuda
Que me atormentas, em camara lenta
Quem es tu ... miuuuda
Miuda quem es ...

Ha certos momentos em que eu acho
Que nao passas de um golpe baixo
Fantasia, de um pobre coraçao
Ca vou eu de sentinela
Por-me a espreita, na janela
Nem sequer, sei se existes ou nao
E ate os velhos do jardim, mudam de tom ao ver-te
Assim

Eu ja nao posso mais conter
Esta ansiedade de te ver

Quem és tu ... miuda
Quem és tu ... miuuuda
Nesse sobresalto, desse salto alto
Quem es tu ... miuuuda
Que me atormentas, em camara lenta
Quem es tu ... miuuuda ( uuu, miuuda, uuuu aaaaaa,Uuuu aaaa )
Quem es tu ... miuuuda
Miuda quem es .... miuuuda
Miuda quem es tu ... miuuuda
Miuda quem es ... miuuuuda
Miuda, quem es tu ...
, miuuda ... miuuuuda

QUAL A MIUDA QUE NAO GOSTAVA DE SE SENTIR ASSIM?
EU GOSTAVA

1 comentário:

conhecimento disse...

Mas que coisas tão bonitas!
Renasces-te mesmo hem!!!
Assim volto a conhecer-te.